Quem foi Amarillo Slim? Conheça tudo sobre o "cowboy do poker"

Home » Blog » Amarillo Slim: Conheça tudo sobre o “cowboy do poker”

BLOG

March 29, 2022 3:38 pm

Amarillo Slim: Conheça tudo sobre o “cowboy do poker”

Quem não conhecia e o via vestido com seu clássico chapéu country, botas de couro e um “bolo tie” muito estiloso, provavelmente pensaria ser um pistoleiro pronto para a próxima disputa “bang-bang”. No entanto, ao invés de arma e munição, Amarillo Slim andava carregado de malandragem e artimanhas para vencer suas apostas no poker, na mesa de bilhar e onde quer que houvesse uma oportunidade de lucrar.

Sinuca, ping-pong, golf e tantos outros esportes, ou não, eram motivos para esse grande malandro entrar em uma aposta. Não à toa é considerado por muitos o maior apostador de todos os tempos.

No entanto, foi no poker que o típico cowboy texano se destacou, virando uma grande estrela e um dos principais responsáveis por aumentar a popularidade do jogo. Além disso, Amarillo contribuiu para torná-lo mais aceito na sociedade e levá-lo aos grandes palcos de Las Vegas e de todo o mundo. Ficou curioso para conhecer mais sobre o “cowboy do poker”? Então confira quem é Amarillo Slim e toda sua trajetória no poker!

A origem de Amarillo Slim

Thomas Austin Preston Jr nasceu em 31 de dezembro de 1928, no Arkansas. Ainda criança seus pais se divorciaram e ele foi morar com seu pai em Amarillo, Texas. O típico cenário dos filmes de faroeste agora era o seu quintal, cercado por terra, poeira e petróleo.

Desde cedo Thomas Austin Jr demonstrou ter grandes habilidades com os números e principalmente com as apostas, o que lhe rendia uma boa renda. Aos 15 anos ele já era um perito em sinuca e foi nesse meio que adotou o apelido “Slim”, que significa magrelo.

Contudo, em 1945, o jovem se juntou à marinha para garantir uma formação escolar precoce. Ao todo, foram cerca de 3 anos servindo ao Tio Sam, onde se destacou entretendo e motivando os soldados com suas habilidades em sinuca e fazendo uma boa grana apostando e vendendo cigarros, café, chocolate e outros artigos difíceis de serem encontrados após a guerra. 

O grande apostador

Deixando a vida militar de lado, em 1948, o jovem Amarillo escolheu New York, a cidade dos desejos, para retomar sua vida como civil. De lá para cá Slim foi se dedicando cada vez mais as apostas, rendendo-lhe inúmeros desafios dentre os quais destacamos:

  • Aposta de sinuca com cabo de vassoura contra Minnesota Fats, um dos maiores jogadores do esporte naquela época, que acabou sendo passado para trás pelo texano de botas e chapéu;
  • Desafio contra um dos maiores mesatenista da época, onde o grande diferencial foi jogar com garrafas no lugar de raquetes;
  • Partida de dominó contra Willie Nelson, com Slim vencendo a aposta de US$300.000,00.

“Se houver qualquer coisa que valha a pena uma discussão, eu aposto nela ou me calo” — Afirmava Slim.

E quando ele dizia “qualquer coisa”, era qualquer coisa mesmo!

Em determinada ocasião ele pôs em risco sua vida em uma aposta que tinha tudo para dar errado caso sua malandragem não fosse suficiente. Nessa aposta ele ganharia US$31.000,00 após descer 46 km pelo Rio Salomon em Idaho, o tal do “Rio Sem Retorno”, como também era conhecido.

O grande, e maluco, apostador teria certamente perdido essa se não fosse pelo traje de mergulho especial, feito por Jacques Cousteau que lhe dera a segurança necessária para mais tarde virar manchete na revista Tuscaloosa News:

“Amarillo Slim derrota o rio sem retorno”.

Sem dúvidas Thomas Preston Jr foi um dos maiores apostadores que já passaram por essa vida, mas foi no poker que ele teve ainda mais notoriedade, permitindo alcançar o status de celebridade que se tornou mais tarde. 

O início do poker moderno

Sua trajetória no poker começou a ganhar força ainda na década de 50, quando conheceu Doyle Brunson e Sailor Roberts, outras duas lendas do jogo de cartas. A amizade e confiança do trio cresceu imensamente, gerando o que podemos considerar uma das primeiras grandes equipes de poker.

Os três dividiram um bankroll e viajaram pelo sul dos Estados Unidos, durante a década de 60, à procura de jogos de poker clandestinos para encherem cada vez mais o bolso de dinheiro.

“Parecíamos um aspirador de pó, sugávamos tudo por onde passávamos”, contou Slim em sua biografia televisionada “Anything To Win: Amarillo Slim – The Ultimate Gambler”.

Todavia, somente quando Las Vegas começou a receber os principais eventos de poker que Slim e seus parceiros realmente puderam brilhar na mesa da WSOP, World Series Of Poker, a principal competição do jogo e um dos principais exponenciais para o poker moderno.

WSOP é o campeonato de poker mais famoso do mundo e desde 1971 passou a incluir grandes quantias em dólares como premiação aos campeões, um dos principais motivadores que atraiu Amarillo ao evento.

O cowboy do poker

Ainda no início da série, em 1972, no evento principal Texas Hold’em, Amarillo Slim levou para casa o prêmio de US$60.000,00, mostrando ser “o grande malandro”, como ele mesmo se intitulou em sua autobiografia.

A conquista atraiu ainda mais a atenção para Amarillo Slim, que sempre marcava presença nos torneios com seu chapéu e botas de cowboy, além de muito carisma e sua cinturinha “slim”. Tão logo se tornou o centro das atenções, e não demorou para ser convidado para diversas entrevistas nas rádios e programas de TV, como Tonight Show e Good Morning America.

Ele não foi o único responsável pelo crescimento do poker, tão pouco era o melhor jogador. Entretanto, o seu jeitão singular e amigável, o visual charmoso que lhe rendeu a alcunha de “cowboy do poker” e suas incontáveis histórias eram características marcantes que o levaram a ser figurinha carimbada na mídia norte-americana.

Além disso, ele também era um adversário formidável, mesmo para aqueles que eram considerados maiores que ele na mesa, como Doyle Brunson, a lenda do poker, e Johnny Moss.

Para se ter uma ideia, suas habilidades renderam-lhe diversas premiações, das quais podemos destacar seus 4 Braceletes WSOP:

  • 1972 — Campeão Mundial de No Limit Hold’em $10.000;
  • 1974 — $1.000 No Limit Hold’em;
  • 1985 — $5.000 Pot Limit Omaha;
  • 1990 — $5.000 Pot Limit Omaha.

Uma grande voz do poker

Muito mais que um jogador, Amarillo Slim também teve o seu próprio torneio, o Super Bowl of Poker que teve início em 1979. De cara o evento se tornou um dos maiores, ficando atrás apenas do WSOP. Contudo, em 1991 a série do SBP foi encerrada.

Todavia, seu casamento com o poker não parou por aí, e conforme o cowboy do poker crescia o nome do seu jogo de apostas favorito o acompanhava. Entre as apostas e torneios, ele sempre foi além, publicando livros e até mesmo com participação cinematográfica.

  • Em 1973, junto a Bill G. Cox, Amarillo Slim teve seu primeiro livro publicado pela Grosset and Dunlap, “Play Poker To Win”. Posteriormente, em 2005, uma nova edição revisada foi lançada pela HarperCollins, intitulada “Play Poker to Win Amarillo Slim”.
  • Já em 1974 o cowboy do poker teve uma participação em California Split, filme de Robert Altman estreado em 1974.
  • Pouco após a virada do milênio, em 2003, ele lançou sua autobiografia “Amarillo Slim in a World Full of Fat People”, que aqui no Brasil chegou como “O grande malandro: Memórias de Amarillo Slim o Maior Apostador de Todos Tempos”.
  • Agora na era digital, em 2007, Slim criou um site e lançou o e-book “All In: An E-guide To No Limit Texas Hold’em”, o qual foi escrito por Preston em parceria com Joe Brent Riley.

Todas essas contribuições, e as inúmeras entrevistas, deram-lhe a fama que o acompanhou em vida, e permitindo que o poker chegasse a todos através de suas histórias nas revistas, programas de rádio e televisão, tornando-se reconhecido como uma das grandes vozes do poker por muitos profissionais.

“Slim é o homem que permitiu que o poker crescesse e as pessoas entendessem que o jogo não era um covil de gangsters e bandidos” — Dizia Crandall Addington, membro do Poker Hall of Fame ao qual Amarillo Slim ingressou em 1992. 

Sequestrado por Pablo Escobar

O carisma, suas histórias marcantes e a fama do icônico apostador repercutiram de tal maneira que em visita à Cartagena, Colômbia, para inauguração de um cassino, Amarillo Slim foi sequestrado pelos homens de Pablo Escobar.

Na ocasião ele foi levado a um helicóptero, logo após causar durante algumas partidas contra os “lords” das drogas, e logo foi obrigado a entregar todos os seus pertences. Perto de ser morto, um dos capangas do maior traficante da época reconheceu o cowboy do poker e o salvou da condenação.

Pouco depois ele estava de volta ao helicóptero, dessa vez como convidado de Escobar que mostrava seus “atos de bondade” para o povo colombiano.

“Royal flush”: a última mão do cowboy do poker

Amarillo Slim reinou como um dos maiores apostadores de todos os tempos, se destacando principalmente na sinuca em sua juventude e no poker durante a fase adulta, mas tudo tem o seu fim. Amarillo Slim faleceu em abril de 2012, aos 83 anos.

Todavia, não foram os homens de Escobar, nem a descida pelo “Rio Sem Volta”, muito menos os assaltos a mão armada em 2006 e 2007 ou o espancamento que sofreu após cobrar uma dívida de aposta em 2009 que encerraram a história do cowboy do poker, e sim um câncer de cólon.

Contudo, Amarillo Slim será sempre lembrado pelo grande legado que deixou. Não por ser o melhor e muito menos por ser o apostador mais honesto, mas por toda sua história, carisma e como um dos principais jogadores que fizeram o poker sair da marginalidade e virar o palco de grandes estrelas que é hoje.

Fique ligado!

Oferecemos, com frequência, uma série de artigos que podem ser acessados gratuitamente em nosso blog, para que você se informe sobre os aspectos que envolvem casas de apostas e o universo do poker.

Além desse conteúdo gratuito, nós oferecemos uma cotação justa para que você possa adquirir fichas online, por meio de transações seguras e confiáveis, graças aos 11 anos de experiência que acumulamos no mercado.

Então, já sabe: sempre que precisar de créditos para começar sua própria carreira no poker, basta chamar a DM Créditos em nosso chat ou no WhatsApp!

Facebook | DM Créditos
Whatsapp: (31) 9 8472-3490