Como ajustar seu range de mãos no poker? - DM Créditos

Home » Blog » Desvendando o range de mãos no poker: o que é e como usar

BLOG

August 23, 2021 7:03 pm

Desvendando o range de mãos no poker: o que é e como usar

Hoje, desvendaremos para você um dos conceitos mais ricos do poker. E mais do que isso: mostraremos como usar, na prática, o range de mãos. Esse, talvez, possa ser um diferencial dos mais relevantes entre os jogadores. O que separa o joio do trigo.  

Então, mais do que nunca, convidamos você a entender esse conceito e a pensar na sua aplicabilidade ao longo de uma partida. Está feito o convite! Se você gostar do nosso artigo, recomende para os amigos e ajude a espalhar informação de qualidade para os amantes de poker.

Vem com a gente. 

O que é o range de mãos? 

Para falar do range de mãos precisamos, antes disso, estar atentos à importância da matemática no poker. A esse respeito escrevemos um artigo que recomendamos a leitura, basta clicar aqui. A palavra range vem do inglês e pode ser traduzida para o português como “variedade” ou “alcance”.

No universo do poker, range nos fala sobre o número de possibilidades de cartas que os adversários podem ter em mãos – ou, trocando em miúdos, o range é o leque das mãos possíveis ou ainda uma quantidade de jogos mais prováveis.

Assim que o jogo começa, antes de você receber as suas cartas, todas as combinações são possíveis, correto? Ao longo da partida as cartas vão sendo distribuídas entre os jogadores e as probabilidades vão reduzindo.

O range é, no frigir dos ovos, uma forma de ler bem essa variância ao longo do jogo. Uma estratégia que te ajuda a interpretar a mesa a partir da disposição das cartas e da atitude dos outros jogadores dispostos na mesa.

O range é uma arma de ataque e de defesa, ao mesmo tempo. Uma boa interpretação de range pode te proteger de cair em uma sequência arrebatadora ou pode, também, ajustar suas expectativas e modular o seu jogo com base em probabilidades. 

Só por isso dá para perceber a importância do range. Então vamos avançar um pouco e tentar ver como usar isso na prática. Se você quiser ler um pouco mais sobre a descrição dos ranges, temos um artigo que já está pronto. É só clicar aqui.       

Usando o range de mãos

Como já dissemos em outras ocasiões, o poker se notabiliza por ser um jogo onde não temos todas as informações que precisamos. Por isso temos que aprimorar as habilidades para poder lidar com o fator aleatoriedade. 

David Sklansky, em uma frase clássica do seu livro que também é um clássico (A Teoria do Poker), disse que: “Toda vez que você joga uma mão na mesa da forma que jogaria se pudesse ver todas as cartas de seu oponente, você vence. E toda vez que você joga uma mão de maneira diferente do que teria jogador se pudesse ver as cartas dos seus oponentes, você perde”

Ou seja: precisamos jogar com base em estatísticas e probabilidades, para amparar melhor as nossas decisões, tornando-as menos erráticas. Com base nisso, existe uma matriz de mãos do poker que utilizamos para estudar os ranges, o que você pode observar abaixo. Nessa imagem, temos todas as combinações possíveis dentro do Texas Hold’em:

Os quadros que estão destacados na diagonal, dizem respeito às combinações naipadas. Os demais, são as combinações que chamamos de off-suited.    

Quando devo aumentar uma aposta?

Vamos supor que estamos no pré-flop e, quando chega a sua vez de apostar, ninguém aumentou a aposta ainda. Com base no range de mãos e nas probabilidades de combinações, quando é recomendado que você aumente as apostas, de dar um open-raise? 

Normalmente, recomenda-se que você tome essa decisão quando tiver uma das 10% melhores mãos do poker, que podem ser indicadas na imagem abaixo. 

Mas esteja atento a uma coisa importante: range não é uma tabela exata e no fim nunca sabemos o que os adversários têm em mãos. Então, faça sua análise e leitura do jogo antes de aplicar o range sem nenhum filtro.           

Quando devo dar call?

Vamos supor, agora, que você está na dúvida se deve pagar ou não uma aposta. O range de call leva em consideração que você precisa reagir ao range open-raise do seu oponente. Então, a primeira pergunta que você deve fazer é: com quais mãos você acha que ele abriria daquela posição?

Você pode estar diante de um jogador que já conhece a mais tempo, ou não. Mas ao longo do próprio jogo é possível perscrutar o adversário e pensar no seu perfil, se é mais agressivo ou conservador. 

Esteja ligado principalmente nas sizes (apostas), se equivalem a meio pote, a menos de meio pote ou acima de meio pote. Muitos jogadores se entregam nesses momentos, apostando muito com mãos fortes e pouco com mãos especulativas, ou apostando muito alto com pares baixos, ou jogando de limp com essas mesmas cartas…    

Quanto mais você souber, melhor a chance do seu range ser bem-sucedido. Vamos pensar em um exemplo de call range que funcionaria bem. Vamos supor que o seu oponente está abrindo com 2 BB partindo do UTG. Vamos supor que você esteja até aquele momento abrindo com 10% de range. 

Dessa forma, para poder jogar contra os 10% você precisa pagar uma mão ainda mais forte, que pode estar entre os 5% do range. Como ficaria? Você jogaria apenas com:

AA – AKs – AQs – AJs – AKo – KK – KQs – AQo – QQ – JJ – TT – 99

Aqui você estaria indo apenas com 5% do range. É muito restrito, é verdade, mas é uma boa base para dar o seu range call. A questão aqui é você ter sabedoria e maldade de alargar ou estreitar o seu range em certas ocasiões e circunstâncias de jogo, adicionando alguns ases suiteds, conectores e pares, por exemplo. 

Quais são os fatores que interferem no range e podem ajudá-lo a considerar a opção do call? Por exemplo, a posição do oponente. Observar se o oponente está abrindo muitas mãos também é importante, assim como o estágio da competição, onde os jogadores adotam posturas de jogo mais ou menos agressivas. 

O ajuste de ranges

Bom, até aqui procuramos definir o que é o range e falar um pouco sobre como ele pode ser utilizado, tanto para aumentar uma aposta (range open raise) ou dar call (range call). Pontuamos, também, a necessidade de ajustar o range e usá-lo como uma base e não como uma regra inflexível. 

Vamos falar um pouco sobre isso agora, sobre o ajuste de ranges em diferentes situações. 

Conforme o tipo de torneio em disputa

As diferentes situações de jogo vão determinar o tamanho do seu range de mãos. Então, estamos a falar aqui de probabilidades e não de certezas. Vamos supor que estamos jogando um torneio com 8 jogadores. 

Nosso objetivo nesse jogo é ganhar muitas fichas, fazendo jogos grandes, como flushes, trincas e full houses. Para isso acontecer queremos – ou melhor, precisamos – jogar com mãos que aumentam a possibilidade de isso acontecer. Ou seja, cartas naipadas e conectores. 

Assim você ajusta o range de mãos, alargando a sua base para open-raise. Você pode incluir, por exemplo, ases naipados que fazem flush nuts, ou pares que podem fazer trincas e full house. Ou até mesmo conectores a partir dos 89s.

Isso torna um range muito estreito em um range médio, com maiores possibilidades de jogo. O mesmo pode acontecer em partidas no qual o nível de disputa é de tal forma acirrado que você pode optar por dar raise apenas com as cartas que chamamos de premium: AA, KK, QQ, AK (mesmo naipe), JJ. É uma opção conservadora demais? Sim, mas é uma opção. 

Você também pode alargar e estreitar o range em diferentes fases do torneio. Basta, para isso, procurar fazer leituras precisas do jogo. E isso você adquire de duas formas: estudando e ganhando tempo de jogo.   

Conforme o seu stack

A tendência é que o seu stack dê uma enxugada ao longo do torneio, interferindo diretamente na forma como você joga. Dependendo de como está a situação, você não tem muito espaço de manobra para open-raise ou call. São casos extremos e críticos no qual o range se estreita bastante e você tenta esperar uma mão para ir de all-in. Enquanto isso, o fold deve ser seriamente considerado.  

Conforme sua posição

Já falamos em outras ocasiões da importância de ter diferentes estratégias de jogo conforme a sua posição em uma mesa de poker. Isso é decisivo e até temos um artigo sobre isso, basta clicar aqui. O seu range também pode e deve se ajustar a partir dessa situação. 

Quando estamos em posições iniciais corremos riscos relativamente maiores de levar uma 3bet ou de sermos atropelados por oponentes com mãos mais fortes que fazem grandes apostas. Não queremos que isso aconteça, então é recomendável estreitar o nosso range quando estamos em posições desfavoráveis. 

Muitos jogadores, por exemplo, fazem a opção de abrir o range com pares 77. 

Ranges amplas em posições finais é normal e até mesmo recomendável. Mas ao mesmo tempo é importante saber o momento de foldar, quando as coisas não correm bem no fold. Para quem está começando a entender o range, vale a pena abrir algo entre 25% e 30% nas posições finais.  

Dicas de aplicativo

Bom, no começo pode ser muito difícil ter tudo isso na cabeça. Então, se for possível, dá para você ter um aplicativo como suporte, que te ajuda a fazer os cálculos. Nesse sentido sugerimos o SnapShove, que foi criado pelo jogador profissional Max Silver. O app vai te ajudar a melhorar o range a partir de calculadoras gratuitas para mesas com até nove players. 

A versão paga do app oferece uma calculadora para maiores quantidades de jogadores e alguns treinamentos para aprimorar suas estratégias de jogo. Outro app muito interessante é o Hand2Note, que é um software de rastreamento completo que produz relatórios que te ajudam a melhorar o seu desempenho de jogo.     

Conclusão 

Oferecemos, com frequência, uma série de textos que podem ser acessados gratuitamente em nosso blog, para que você se informe sobre os aspectos que envolvem casas de apostas e o universo do poker.

Falamos hoje sobre o range de mãos, um dos aspectos mais fundamentais do poker. Esse conceito, pode-se dizer, não é dos mais simples. Mas vale a pena o esforço, pois ter um tipo de jogo baseado em probabilidades nos permite crescer no esporte de uma forma mais segura e certeira, sem estar tanto à mercê do fator aleatoriedade.

Além desse conteúdo gratuito, nós oferecemos uma cotação justa para que você possa adquirir fichas online, por meio de transações seguras e confiáveis, graças aos 11 anos de experiência que acumulamos no mercado. 

Então, já sabe: sempre que precisar de créditos para começar sua própria carreira no poker, basta chamar a DM Créditos em nosso chat ou no WhatsApp!

Facebook | DM Créditos
Whatsapp: (31) 9 8472-3490